POLÍTICA

“Os Estados Unidos estão preparados para devastar a Coreia do Norte” diz Trump

No fim de um encontro com o primeiro-ministro espanhol, Donald Trump garantiu que a opção militar não é a primeira escolha dos Estados Unidos para lidar com o programa balístico e nuclear da Coreia do Norte. Mas voltou a deixar uma ameaça.

“Se enveredarmos por essa opção, será devastadora, posso garantir-vos, devastadora para a Coreia do Norte. É a chamada opção militar. Se tivermos de a tomar, fá-lo-emos”, ameaçou.

Trump acusou as administrações anteriores de terem deixado arrastar um problema que já deveria ter sido resolvido há vários anos, mas garantiu que agora vai resolvê-lo.

Esta terça-feira, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos impôs novas sanções para punir oito bancos e 26 executivos ligados a redes financeiras norte-coreanas. Estas medidas surgem depois de as Nações Unidas também terem aprovado um pacote de sanções que atinge o sistema financeiro de Pyongyang.

As entidades agora sancionadas são acusadas de alimentar financeiramente o desenvolvimento do programa nuclear da Coreia do Norte.

Loading...

“O nosso alvo são bancos norte-coreanos e facilitadores de financiamento que representam os bancos norte-coreanos em todo o mundo”, comentou o secretário do Tesouro. Steven Mnuchin sublinhou a estratégia norte-americana de “isolamento total” da Coreia do Norte para obter a desnuclearização da península coreana.

O Tesouro norte-americano precisou, em comunicado, que “os indivíduos hoje sancionados são cidadãos norte-coreanos que operam na China, na Rússia, na Líbia e nos Emirados Árabes Unidos na sua qualidade de representantes de bancos norte-coreanos” nesses países.

“Em consequência da decisão de hoje, todos os bens e interesses das pessoas em causa serão bloqueados ou ficarão sob controlo dos Estados Unidos”, indicou o Tesouro.

Entre os bancos visados, figuram o Agricultural Development Bank, a Hana Banking Corporation, o International Industrial Development Bank e o Jinmyong Joint Bank.

Este anúncio surge menos de uma semana depois de os Estados Unidos terem reforçado o arsenal de sanções económicas contra pessoas e empresas acusadas de contribuir para o programa militar norte-coreano.

Na quinta-feira passada, a Casa Branca decidiu igualmente impor uma proibição de escala nos Estados Unidos de 180 dias a navios e aviões que se tivessem deslocado à Coreia do Norte.

Fonte: Lusa

Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.