POLÍTICA

MDM pede auditoria independente para verificar a legalidade da dívida

Tal como o maior partido da oposição no país, a bancada parlamentar do MDM também não ficou satisfeita com a explicação do governo e, acusou Carlos Agostinho do Rosário, Primeiro Ministro, de não ter esclarecido os empréstimos secretos contraídos pelo Governo.

“O primeiro-ministro não foi capaz de fazer uma divisão clara sobre a dívida pública e a dos privados. Esperávamos, também, que o primeiro-ministro explicasse quem são os verdadeiros acionistas destes negócios”, disse Lutero Simango, chefe da bancada do MDM, citado pela VOA.

O MDM propõe também uma auditoria independente para verificar a legalidade, a sustentabilidade e os contornos da contratação da dívida não revelada ao Parlamento e às instituições financeiras internacionais.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.