POLÍTICA

Governo diz que quer evitar que as suas dívidas recaiam no bolso do cidadão

Durante a conferência de imprensa havida ontem na capital do país, o primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, afirmou e que o Governo espera que as empresas que beneficiaram de empréstimos ocultados nas contas públicas paguem parte das dívidas e que o Estado só irá assumir o que for de interesse público.

Loading...

“Queremos deixar claro que, no âmbito destas dívidas, o que for do interesse público o Estado irá assumir e a parte referente à componente comercial deverá ser paga pelas respetivas empresas”, disse Carlos Agostinho do Rosário.

O primeiro-ministro avançou que, o Governo está a trabalhar para “assegurar que as empresas iniciem as suas atividades e honrem os seus compromissos” e evitar que as suas dívidas “não recaiam no bolso do cidadão”.

 

Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.