NOVIDADES

Ematum é “um negócio obscuro e uma trapalhada” diz investigador

O negócio EMATUM continua no centro das atenções e, não é para menos, segundo a FMI esse negócio está contribuindo significativamente para a crise financeira no país.

Em contacto com a agência Lusa, o  investigador Pedro Amakasu Raposo disse que o financiamento da Empresa Moçambicana de Atum (Ematum) foi um “negócio obscuro e um fiasco que obriga o ministro das Finanças (de Moçambique) a clarificar a trapalhada”.

Em declarações no seguimento de uma operação de recompra de dívida que colocou Moçambique debaixo dos holofotes dos investidores e dos mercados financeiros, o académico considerou que o país africano “está a tentar vender sonhos para obter financiamento para o seu desenvolvimento através de um negócio obscuro que foi um fiasco e que agora o novo ministro das Finanças está a tentar clarificar”.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.