DESPORTO

Pai de Neymar diz que preferia ver o filho no Real Madrid

A novela Neymar parece estar longe do fim. A cada dia que passa, novos dados sobre o processo da transferência do capitão da seleção brasileira vão surgindo e, consequentemente novas polêmicas tornam-se públicas.

A título de exemplo, muito recentemente o pai de neymar fez um depoimento no processo em que as autoridades espanholas estão a investigar alegados crimes de evasão fiscal, que está dar o que falar na Espanha. A imprensa espanhola revelou que o referido depoimento não vai contribuir em nada para criar bom ambiente ao filho no seio do Barcelona e dos adeptos blaugrana. O cenário piora ainda mais com a vontade do grupo DIS em chamar Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, a testemunhar…

De acordo com o jornal digital espanhol “El Confidencial”, o pai de Neymar, que é também representante do jovem futebolista, disse o seguinte ao juíz José de la Mata: “Preferia que ele tivesse ido para o Real Madrid, pois assim não teríamos estes problemas.”

A frase remete para a altura em que o Real Madrid se mostrou interessado em contratar Neymar ao Santos, quanto este já tinha um pré-acordo para assinar pelo Barcelona em 2013, a troco de 40 milhões de euros. Este processo desencadeou investigações em Espanha, mas também no Brasil, onde o grupo DIS, que detinha 40 por cento dos direitos federativos do avançado, continua sem afrouxar a pressão no sentido de receber o valor a que considera ter direito.

“Sinto-me traído, pessoal e financeiramente. Trata-se de uma armadilha entre Barça, Santos, Neymar e o pai dele. Aproximámos-nos muito da família de Neymar. Aos domingos, ele ia com os pais para a casa do meu irmão, na praia de Santos. Lá, faziam churrascos. Quando Santos e Barcelona jogaram a final do Mundial de Clubes, Neymar já tinha assinado contrato com o Barça há 15 dias. A minha indignação foi total, senti-me traído. Tinha 40 po cento dos direitos e não me chamaram para as negociações. Além disso, aquilo travou as negociações com outros clubes”, garantiu Delcir Sonda, sócio-fundador do grupo DIS , no início deste mês.

É neste contexto que Florentino Pérez é agora classificado como testemunha fulcral, pois poderá ajudar a esclarecer alguns factos, desde logo o valor que apresentou para a contratação de Neymar em nome do Real Madrid, o qual foi recusado pelo internacional brasileiro.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.